Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 12/07/2018

Fique por dentro

Conheça os 5 países mais perigosos para ser cristão

Os cinco primeiros países da Lista Mundial da Perseguição intensificaram a perseguição religiosa no primeiro semestre de 2018.



Atualmente cerca de 215 milhões de cristãos são perseguidos em todo o mundo, com diferentes graus de violência e pressão, segundo dados da organização Portas Abertas.


Os números podem parecer exagerados, mas a pesquisa realizada há 25 anos pela Portas Abertas é minuciosa e conta com a auditoria das principais universidades da Europa.


Todos os anos a organização publica a Lista Mundial da Perseguição, que classifica os 50 países mais difíceis para cristãos viverem no mundo. Segundo dados do levantamento, as nações da África representam um terço desses países, seguida pelos países do Oriente Médio.


Conheça a realidade dos 5 países em que seguir a Jesus pode custar a vida:


1º Coreia do Norte

População: 24.5 milhões

População Cristã: 300 mil


A Coreia do Norte lidera a Lista Mundial da Perseguição pelo 16º ano consecutivo. Na nação mais fechada do mundo, o cristianismo é visto como ocidental e hostil e se espera que os cidadãos adorem somente a família Kim, que governa o país desde sua fundação, em 1948. Por esse motivo, cristãos escondem a fé até mesmo da própria família temendo ser presos e enviados para campos de trabalhos forçados. Apesar das dificuldades, as estatísticas mostram que a igreja secreta e doméstica está crescendo de forma lenta, mas firme.


2º Afeganistão

População: 34.1 milhões

População Cristã: Milhares


O Afeganistão, devido ao aumento nas pontuações de pressão e perseguição religiosa, aproximou-se muito da Coreia do Norte, que ocupa a 1ª colocação na Lista Mundial da Perseguição. O país é instável, marcado pelo extremismo islâmico e não experimenta liberdade e paz há séculos. Por causa das pressões política e social, manter em sigilo a fé em Jesus acaba sendo a opção de muitos muçulmanos que se convertem. A perseguição é extrema em todas as esferas da vida, especialmente para cristãos ex-muçulmanos, que enfrentam pressão da família, comunidade e nação para negar a fé.


3º Somália

População: 11.3 milhões

População Cristã: Algumas centenas


Violência, luto e dor têm marcado a história da Somália há muitas décadas. De acordo com estatísticas do World Christian Database, 99% da população é formada por muçulmanos sunitas. A comunidade cristã é pequena e está sob constante ataque. A Portas Abertas estima que o número de cristãos no país seja de apenas “algumas centenas”. A simples suspeita de que alguém seja cristão o leva a uma execução pública.


4º Sudão

População: 42.1 milhões

População Cristã: 1.9 milhão


Sob o governo de Al-Bashir, não existe Estado de Direito no Sudão. Leis restringem a imprensa e a mídia, assim como a liberdade de expressão dos cidadãos. Historicamente, o islã tem raízes profundas na sociedade sudanesa, e o governo está implementando estritamente a política de uma única religião, cultura e idioma. Os cristãos (tanto ex-muçulmanos como imigrantes e históricos) enfrentam forte perseguição da sociedade.


5º Paquistão

População: 196.7 milhões

População Cristã: 3.9 milhões


No sexto país mais populoso do mundo, os cristãos representam muito pouco da população. No Paquistão, o nível da perseguição religiosa é extremo e cresceu consideravelmente no último ano, bem como o nível de violência, o maior de todos os países da Lista Mundial da Perseguição. As reuniões ainda são possíveis, mas são comuns os relatos de igrejas sendo atacadas, cristãos sendo mortos, mulheres sequestradas e vítimas de violência sexual.



Veja também:


Tribunal corrige erro e liberta cristão que foi preso por sua fé, na Argélia