Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Portal da Igreja do Evangelho Quadrangular

Publicado em 07/08/2018

Fique por dentro

"Jesus salvou nossas vidas", diz sobrevivente de avião que caiu no México

Ramin Parsa estava a bordo do avião e registrou a queda nas proximidades de um aeroporto no México.


Ramin Parsa é um cristão ex-muçulmano, que sobreviveu ao acidente com o avião da Aeroméxico. (Foto: AP Photo/Rebecca Blackwell)


O passageiro de um avião da Aeroméxico que sofreu uma queda na terça-feira (31) registrou o momento do acidente e reconheceu que Jesus salvou todas as 103 pessoas que estavam a bordo. A aeronave decolou no Aeroporto Internacional Guadalupe Victoria, em Durango, no norte do México.


Ramin Parsa estava gravando a decolagem em sua janela quando o avião perdeu a altitude e caiu. O vídeo mostra a aeronave em alta velocidade na pista, com uma forte chuva e granizo. No momento em que o avião cai, Ramin pode ser ouvido orando a Deus.


"As pessoas estavam gritando, e eu estava orando para que Jesus salvasse as nossas vidas", disse Ramin à NBC News. Ele ainda publicou em sua conta no Twitter: “Jesus Cristo está vivo. Ele me salvou de um acidente de avião. Para sempre serei grato a Ele”.


Sua biografia no Twitter o descreve como “um ex-muçulmano cuja vida o Senhor Jesus mudou. Eu sirvo a Cristo para tornar seu amor conhecido”. Ramin é autor, orador e evangelista.


O avião sairia de Durango, no México, e iria para a Cidade do México. Ninguém foi morto, e muitos saíram ilesos da aeronave antes de ser tomada pelas chamas. Um padre de Illinois, Esequiel Sanchez, que lidera uma igreja nos Estados Unidos, estava no avião para comemorar seu aniversário com amigos.


"Sim, acho que foi um milagre", disse Sanchez, que sofreu várias fraturas nos braços. "Se o avião estivesse um pouco mais rápido antes de atingir o chão ou voasse um pouco mais alto, não teríamos saído".


Alberto Herrera, outro passageiro do avião, disse à NBC News que a cabine chegou a ficar cheia de fumaça negra. "Naquele momento, o que queríamos era encontrar a saída mais próxima", disse.


No avião viajavam 88 adultos e 11 crianças, incluindo dois bebês com menos de 1 ano, além dos quatro tripulantes. Em nota, a Embraer lamentou o acidente e informou que irá contribuir com as investigações.

Guiame.com.br